Followers

sexta-feira, 10 de abril de 2009

Tagged Under: , ,

Sete Necessidades Básicas da Criança

Share

 Sete Necessidades Básicas da Criança

Ainda Há Tempo

Cresce o número de violência, de abandono e de viciados no Brasil! Isto não é novidade para nenhum brasileiro: que o maior problema está na educação. Também não há dúvidas, principalmente agora, durante a corrida das eleições, que todo mundo quer vender educação. Mas é muito mais profundo que isso, é muito além do que o governo pode nos oferecer. Nada pode substituir a presença dos pais.

Não estou falando aqui, de órfãos ou crianças de rua, mas daquelas que tem seus pais dentro de casa, mas ausentes nas suas necessidades emocionais. A sociedade cada vez mais humanista, mais capitalista, que prega a modernidade e a boa formação, na verdade implanta a solidão, o egoísmo e a auto-suficiência. A maioria dos pais e mães trabalham e quem cria seus filhos são empregados, parentes ou a própria escola. Não estou falando aqui que os pais não devem trabalhar, mas será que ainda assim estão suprindo as carências dos seus filhos? Quem está gerando o caráter do seu filho? Que princípios ele está absorvendo? Quem é o seu referencial?

Crianças precisam de aceitação, de segurança, de amor, elogios, de disciplina e principalmente de Deus. Naturalmente, seu referencial é o pai e a mãe. Com certeza professores não podem consolidar todas essas carências do aluno. Criança precisa fazer parte da família, desde pequeno compartilhar como foi seu dia, seus medos, seus anseios. Criança precisa se sentir amada, não precisamos passar o dia inteiro ao seu lado, mas por mais curto que seja, ser um tempo de qualidade para que sinta que é importante para os pais. Elogios, amor e respeito formam um adulto seguro e equilibrado. É preciso toca-los, abraça-los, beija-los e dizer o quanto são importantes para nós. Isso vai formar adultos que sabem se expressar. O amor precisa se tornar uma ação (o que você faz fala mais alto do que você diz), o amor reconhece que pessoas são mais importantes do que as coisas.

A disciplina faz parte do amor, estabelecer limites gera adulto responsável e submisso a autoridades.

E acima de tudo, crianças precisam de Deus, precisam ter princípios que não mudam com o tempo, saber que são amadas incondicionalmente por alguém que as planejou, precisam ser ensinadas, instruídas para o caminho da retidão, da obediência, da paz e da fé.

Enquanto criança, nunca é tarde para trazê-la para perto e suprir suas necessidades, formar seu caráter. Mas é preciso que seja feito antes que ela não dê mais ouvidos ou que cresça e saia de casa.

0 comentários: